O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2014
  1. Alguns dos maiores clubes do mundo (Real Madrid, Barcelona, Manchester United e Bayern de Munique) reuniram-se e resolveram fazer uma proposta à FIFA e à UEFA.

A partir da próxima época, a contratação e o salário dos jogadores vão ter um limite que não poderá ser ultrapassado.

 

  1. Todos os contratos vão passar a obedecer a uma chamada «cláusula de solidariedade».

Isto é, o que exceder as operações com aquisições e vencimentos será encaminhado para acções humanitárias, designadamente para o combate à fome.

 

  1. O manifesto que clubes e jogadores assinaram diz textualmente: «Nem mais uma contratação milionária enquanto houver uma única pessoa com fome».

E o facto é que não há apenas uma pessoa com fome; há quase mil milhões de pessoas com fome.

 

  1. Finalmente, o mundo acordou. O problema é que eu também acordei. E, ao acordar, notei que, afinal, nada tinha passado de um sonho.

Foi um sonho belo, mas um sonho que teima em permanecer adiado, perdido, irrealizado. Terá de continuar a ser um sonho irrealizável?

 

  1. A fome dos outros devia ser também a nossa fome e o nosso pão devia ser igualmente pão para os outros.

É muito estranho — e sumamente triste — estarmos num mundo em que existem meios para matar a vida e não parecem existir meios para matar a fome.

 

  1. Os meios até existem.

O que não parece existir é vontade para os usar devidamente.

 

  1. Não dá para acreditar, mas importa saber que as 85 pessoas mais ricas do mundo possuem tanto como cerca de 3 mil milhões de pessoas do mesmo mundo. Poucos com tanto e tantos com tão pouco!

Será que não podemos eliminar a fome ou será que não queremos eliminar a fome?

 

  1. Não esqueçamos que Jesus também está presente no irmão que passa fome.

Tantas vezes, o Cristo faminto passa por nós e nós nem sequer reparamos.

 

  1. Um dia, porém, esse mesmo Cristo faminto poderá dizer-nos: «Tive fome e não Me destes de comer»(Mt 25, 42).

É que «tudo o que não fizestes ao mais pequeno dos Meus irmãos foi a Mim que o deixastes de fazer»(Mt 25, 45).

 

  1. Em Cristo, nunca podemos descansar enquanto alguém passar fome. Cristo é pão para todos.

Se todos tiverem fome de Deus, ninguém terá fome de pão!

publicado por Theosfera às 09:22

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro