O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 29 de Julho de 2014
A pior coisa para um ideal é ser desconhecido. A segunda pior coisa para um ideal (haverá quem se espante) é ser realizado.

Uma pessoa realizada nem sempre é uma pessoa feliz. Nunca, como hoje, se realizaram tantas coisas. E, nunca como hoje, haverá tanta gente infeliz.

Já Schopenhauer deu conta de que a vontade realizada «leva com mais frequência à infelicidade do que à felicidade».

Daí a sua conclusão, lapidar e talvez provocatória: «Nada é tão fatal para um ideal como a sua realização». É que a realização do ideal pode levar à desmobilização.

O ser humano é mesmo paradoxal. A não realização do que se quer leva ao sofrimento. A realização do que se deseja pode levar ao aborrecimento.

O famoso «inconseguimento» será a via? Pelo menos, não será obrigatoriamente um inconseguimento «frustracional».

Definitivamente, somos seres de procura. Nunca podemos estacionar em nenhuma conquista. Há sempre mais para conquistar. Há sempre (muito) mais para percorrer.

Viver é não desistir de procurar!
publicado por Theosfera às 23:45

De Maria da Paz a 29 de Julho de 2014 às 22:15
Rev.mo Senhor Doutor:
Por isso só o ideal da santidade nos preenche, só o Infinito nos sacia porque...nunca se alcançam nesta vida.
Afectuoso abraço.
Maria da Paz


mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro