O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

O problema maior não são os problemas. O problema maior é não serem encarados como tal, como problemas.

É como se tudo estivesse virado ao avesso. É como se houvesse um direito à blasfémia, à prevaricação. É como se quem adverte é que fosse culpado. É como se o médico é que estivesse doente e não o enfermo.

Todos podem fazer o que lhes apetece. Parece que só ninguém pode fazer o que deve.

Todos podem fazer o que lhes apetece em qualquer parte. Se a autoridade aparece, investe-se contra a autoridade.

Luís XIV tem muitos seguidores: o estado são eles, os que impõem, os que se impõem sobre os outros.

Falam de dia, gritam de noite.

Viver sem limites é o máximo? Talvez seja o máximo de descaramento.

Mas quando não há limites, o perigo de acidente aumenta.

Se o condutor não domina o carro que conduz, o desastre é iminente!

publicado por Theosfera às 10:39

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro