O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 30 de Agosto de 2014

E eis que a maior parte das conversas se cifra na mesma conclusão: «Não foi por mal».

É estranho. Porque é que as pessoas, tão violentas no agir, parecem tão tolerantes no falar?

Talvez por autodefesa. Afinal, por acção ou por omissão, por fas ou por nefas, muitos são os que andam envolvidos na maldade.

O problema é que se pressupõe uma boa intenção como inspiradora de uma má acção. Ou, pelo menos, a boa intenção não conseguiu deter a má acção.

Uma vez mais, estranha-se. A má acção terá sido inspirada por uma boa intenção. O que mais suspeito, porém, é outra coisa. Quando se arruma uma discussão com «não foi por mal», o que me palpita é que, no fundo, não estamos dispostos a fazer nada contra o mal.

«Não foi por mal?» Mas o mal vai alastrando. Imaginem se não fosse por mal...

publicado por Theosfera às 09:45

De Anónimo a 30 de Agosto de 2014 às 10:08
É um tema que bem escalpelado levar-nos-ia muito longe. A maldade tem vários fácies!


mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro