O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 11 de Março de 2014

Francisco é um nome que respira paz. Mas há cem anos (precisamente em 1914) tornou-se um nome que aspirou violência e inspirou guerra.

Não faltaram previsões, nem escassearam avisos. As previsões mostraram-se erradas. Os avisos revelaram-se certeiros.

No início do século XX, Alfred von Schlieffen assegurava que uma futura guerra seria rápida. Já o embaixador sérvio em Viena avisou o governo austríaco para o sério risco de um atentado contra o arquiduque Francisco Fernando, que queria visitar a Bósnia.

Mas o aviso não foi atentido. O atentado foi cometido. E a guerra começou. Não uma grande guerra, como ficou conhecida. Mas uma guerra grande, comprida e muito penosa.

Oficialmente, terminou em 1918. Mas na realidade só viria a acabar em 1945.

As duas guerras mundiais formaram um contínuo (e um crescendo) de violência, ódio e ressentimento a que ninguém pôs fim.

O termo da primeira tornou-se o fermento da segunda.

Há muito que o ambiente estava propício para o deflagrar de um conflito. O atentado foi o rastilho que descontrolou os ânimos.

Parece que estamos a falar da actualidade.

Como advertia Mark Twain, «a história não se repete, mas rima». 2014 rima perigosamente com 1914.

O clima é igualmente beligerante. Parece que as partes estão preparadas à espera de que um qualquer rastilho se acenda.

Esperemos que não haja algo inesperado a despoletar o que muitos esperam.

O leste está convulso. Mas o ocidente não está tranquilo.

Hoje em dia, nenhum lugar fica longe. Todos estamos expostos. O potencial destruidor é muito maior.

Que ninguém dê o passo que falta. Que nenhum Francisco seja imolado. Porque se tal acontecer, só saberemos como começa. Alguém saberá como acabará?

Cuidado com as previsões. Muita atenção aos avisos. Para que, desta vez, a história não rime!

publicado por Theosfera às 11:47

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro