O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Domingo, 02 de Outubro de 2016

São Gregório de Nazianzo rezou assim: «Ó Tu que estás para lá de tudo, será possível cantar-Te de outro modo? Que palavra Te poderá celebrar? A Ti, que nenhum termo Te pode nomear. Que espírito Te poderá perscrutar? A Ti, que nenhuma inteligência te pode apreender? Tu és o único inominável. Porque Tu criaste tudo o que é nomeado. Tu és o único que se não pode conhecer. Porque Tu criaste tudo o que o pensamento abarca. Todas as coisas falantes e não falantes te louvam. Tudo o que pensamos e não pensamos é em Tua honra. Os desejos comuns, as dores comuns de todos são acerca de Ti. Todas as preces a Ti se dirigem. Tudo o que existe e tem consciência de Ti entoa um hino silencioso. Em Ti tudo permanece, tudo para Ti ao mesmo tempo converge. Tu és o fim de tudo, Tu és o único, és tudo e ninguém.Não sendo um só, não sendo tudo, ó todos os nomes, como Te chamarei a Ti, o único que não tem nome? Que espírito celeste poderá elevar-se para cima dos véus que estão para lá das nuvens? Sê-nos propício, ó Tu que estás para lá de tudo. Quem terá o direito de cantar-Te de outro modo?»

publicado por Theosfera às 07:06

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro