O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 08 de Abril de 2014

Não se mata só quando se mata.

Também se mata quando se agride, quando se insulta, quando se difama, quando se calunia.

A morte de uma pessoa não ocorre apenas quando o organismo deixa de funcionar.

A morte mais deletéria pode ocorrer quando se cometem assassínios de carácter.

Acresce que existe uma propensão para ser crédulo em relação a essas mortes (implacavelmente) infligidas. Mas eu acredito na ressurreição dos que são eliminados.

A Escritura assegura que o oculto acaba por se descobrir.

Muita coisa é velada. Mas mesmo o velado acaba por se desvelar.

Na sua sageza simples, o povo testifica que o mal e o bem à cara vem.

Há um momento em que a verdade deixa as profundezas.

Há um momento em que a verdade acorda.

Há um momento em que nós havemos de acordar para a verdade!

publicado por Theosfera às 10:53

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro