O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 21 de Novembro de 2015

Cuidado com as aparências e com as conclusões apressadas.

Percebo que se evoque o factor religioso para explicar o que, actualmente, se passa no mundo.

Mas se há um factor religioso, ele não está no excesso, mas no défice.

Há um défice de compreensão religiosa e sobretudo de vivência religiosa no mundo.

É por isso que não posso aquiescer ao que diz Régis Debray quando lamenta que «haja tantos ódios por causa de um só Deus».

Entendo o lamento, mas o problema dos ódios não é por haver um só Deus; é por não se escutar a voz do único Deus.

É aí que a violência religiosa se assemelha à violência irreligiosa.

O século XX assistiu a milhões de mortes cometidas em nome de ideologias ateias.

O século XXI está a coleccionar milhares de mortos em nome de uma percepção enviesada da fé.

É tempo de crentes e não crentes se unirem em torno de um objectivo comum: a paz!

publicado por Theosfera às 08:30

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro