O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 20 de Junho de 2014

Viver é dificil. E conviver também não está nada fácil.

A convivência tanto amplia o melhor como é capaz de exponenciar o pior de cada um.

Em grupo, com efeito, há uma tendência para fazer ressaltar o pior.

A responsabilidade é menos visível. O anonimato é mais acentuado.

Tudo se dilui no colectivo. O próprio de cada um como que se dissolve.

As pessoas têm dificuldade em demarcar-se do grupo, em discordar das maiorias.

Surgiu agora um estudo (talvez polémico, talvez pertinente) que evoca medições da actividade cerebral quando as pessoas estão em grupo.

Esse contacto com os outros como que as leva a perder o contacto com a moral que perfilham e com os princípios que dizem defender.

O mais provável é que, nesse caso, fazem coisas que estão contra os seus valores.

Se não há coragem para ser diferente junto dos outros, que ao menos haja prudência em seleccionar os grupos.

Sei que não é linear. A pressão é muito grande.

O presente será dos que vão com todos. Mas o futuro pertencerá, sem dúvida, aos que assumirem inteiramente o que são: diante de alguns, diante de todos.

Resistir é o primeiro passo para vencer!

publicado por Theosfera às 11:37

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro