O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 25 de Janeiro de 2014

Há um paralelismo entre conhecimento e sabedoria.

Trata-se, porém, de um paralelismo estranho, de um paralelismo muitas vezes assimptótico.

Quando aumenta o conhecimento, devia aumentar a sabedoria. Só que, como notou Isaac Asimov, «o aspecto mais triste da vida actual é que a ciência ganha em conhecimento mais rapidamente que a sociedade em sabedoria».

Nunca houve tanto conhecimento como hoje. Mas haverá muita sabedoria?

As aquisições da comunidade científica atestam a progressão nos conhecimentos. Mas alguns comportamentos não denunciam muita sabedoria.

Nesta altura, muito se fala das praxes. E é bom que se fale e sobretudo que se actue. Com serenidade, sem dúvida, mas também com determinação.

É que, mesmo quando não matam o corpo, acabam por matar sempre a alma.

Será que o Estado, que controla tanto os nossos passos, não poderia vigiar um pouco mais estas acções?

É claro que nada substitui o escrutínio da consciência. É essa que tem de ser trabalhada.

Já agora, será que nos outros países as praxes também decorrem nestes moldes?

publicado por Theosfera às 12:07

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro