O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Domingo, 04 de Maio de 2014

Este é o dia em que o sol nunca se põe. Este é o dia que nunca anoitece.

Mãe nunca adormece. Mesmo a dormir, ela dorme como mãe.

Mãe nunca deixa de ser mãe. Nem a morte mata a mãe. Mãe sobrevive sempre. Mãe é o que fica, mesmo quando tudo passa.

Este, a bem dizer, não é o dia da mãe. É, possivelmente, o dia em que muitos se lembram de que existe mãe.

Dia da mãe é cada instante. Porque só uma mãe consegue transformar o átomo mais ínfimo da existência num vendaval de eternidade.

O coração de mãe é eterno e não bate só dentro.

O coração da mãe bate sempre fora de si.

O coração da mãe está sempre no outro que vem de si.

Mãe nunca tem um só coração. Mãe faz nascer muitos corações.

Mãe é brilho. Mãe é lume. Mãe é riso. Mãe é pranto. Mãe é canto. Mãe é encanto.

Mãe é tudo! Obrigado, Mãe!

publicado por Theosfera às 11:57

De Evágrio Pôntico a 4 de Maio de 2014 às 16:18
Obrigado, também, Sr. Padre João, por mais um texto admirável e enternecedor ! Que Deus o abençoe !


mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro