O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 19 de Fevereiro de 2014

«Alea jacta est». Os dados estão lançados.

Em Kiev trava-se um combate (cada vez mais literal e sangrento) entre a persistência do povo e a teimosia do poder.

É impossível antecipar o desfecho. Mas é previsível adivinhar a evolução dos acontecimentos.

A violência vai crescer. O número de mortos ameaça aumentar.

Afinal, o povo está disposto a morrer por aquilo que nos tem feito sofrer: a Europa.

A Europa pode cheirar a ilusão. Mas os ucranianos sentem que a alternativa tem sabor a repressão. Apesar de tudo, uma ilusão não faz tão mal.

Uma coisa é certa. A guerra nada resolve.

Basta olhar para a história. Voltaire olhou. E concluiu: «Não há nenhum exemplo de uma guerra que haja compensado com um pouco de bem o mal que fez».

Nós até conhecemos a história. Mas aprendemos tão pouco com ela!

Atenção. Nesta hora, não é a Ucrânia que declina. É toda a humanidade que agoniza!

Até quando?

publicado por Theosfera às 10:48

De Evágrio Pôntico a 19 de Fevereiro de 2014 às 14:09
Combate entre o poder e os que por ele são esmagados...

Uma luta desigual, sempre com os mais fracos a sofrer... até quando?

Seja como for, a situação na Ucrânia deixará marcas indeléveis em todo o mundo, como corajoso e contundente sinal de que os que estão no poder não podem ignorar o Povo...

De Anónimo a 19 de Fevereiro de 2014 às 23:49
Cá como lá."Até quando Catilina abusarás da nossa paciência?!" Cícero. O povo, com a sua ancestral sabedoria, costuma dizer: "Não há bem que sempre dure nem mal que não acabe". Tudo isto vai ter um fim, que pode ser trágico.

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro