O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Domingo, 11 de Outubro de 2015

Confesso que me atordoa, com toneladas de aflição, esta cultura «zombie» em que estamos a mergulhar.

Deixamos que a morte se passeie à vontade durante a vida.

A morte já não é só o que vem depois da vida. A morte passou a ser a grande «intrusa» durante a vida.

Muitas vezes, já nos comportamos como mortos ao longo da vida. A morte já não é apenas o fim; é sobretudo esta triste desistência.

O súbito interesse pela cultura «zombie» dá (mesmo) muito que pensar!

publicado por Theosfera às 08:56

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro