O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 11 de Fevereiro de 2015

Grande e muito bela é a proximidade.

Ser próximo é mais do que estar perto.

Nem sempre os que estão perto se tornam próximos.

Há quem não queira ser próximo. E também há quem queira deixar de ser próximo.

A proximidade não pode ser imposta. Tem de ser, permanentemente, cultivada e cativada.

Como reagir ao abandono? Com delicadeza, sem estrondo.

Já dizia Anne Louise Germaine de Stael: «Abandonando nobremente quem nos deixa, colocamo-nos acima de quem perdemos».

Mas, pela minha parte, nem colocava a questão em estar acima ou em estar abaixo. Tudo se cinge ao respeito.

Há que acolher quem se aproxima. Há que respeitar quem se afasta.

Sem dramas ou, como diz agora, sem «stress». Ainda que com algumas mágoas. Mas estas devem ser guardadas cá dentro!

publicado por Theosfera às 10:13

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro