O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 28 de Novembro de 2011

Uma noite sem sono não é uma noite perdida. Pode ser uma noite bem preenchida: a rezar, a pensar e a ler.

 

Na penúltima noite li um livro que prende a atenção desde o início e motiva a reflexão para lá do fim.

 

Foi escrito a duas mãos: Frei Fernando Ventura e Joaquim Franco.

 

O título é todo um programa de vida: «Do eu solitário ao nós solidário».

 

Este é, de facto, um passo que urge ser dado: da monolatria do eu à polifonia do nós.

 

Somos «solteiros nos afectos» e «viúvos nas emoções».

 

Há palavras e expressões que têm sido esquecidas: «gosto de ti», por exemplo.

 

O certo é que Deus é o primeiro a gostar de nós.

 

Não esqueçamos de o dizer uns aos outros. Com os lábios? Sobretudo com o coração!

 

Ao longo do livro de Frei Fernando Ventura e Joaquim Franco, aparecem, de forma recorrente, duas perguntas com uma pertinência excruciante: «Adão, onde estás?» e «Que fizeste do teu irmão?».

 

Deus está sempre a vir ao encontro do homem. Este é o paradigma para o nosso relacionamento.

 

Cada um de nós é responsável pela sorte do seu irmão. Na tarde da nossa vida, seremos avaliados pelo que fizemos pelos outros!

publicado por Theosfera às 10:05

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro