O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Domingo, 20 de Novembro de 2011

Direita e esquerda são dois dos símbolos estruturantes do nosso tempo.

 

Curiosamente, Jesus também recorreu a esta linguagem.

 

Só muda o sentido. Depois da Revolução Francesa, é a esquerda que está do lado dos pobres. Já para Jesus Cristo, é a direita que escolhe o lado dos pobres.

 

Em qualquer caso, o mais relevante é que Jesus não é imparcial.

 

Jesus é, assumidamente, parcial. Toma partido. Pelos mais fracos, pelos mais pequenos.

 

É que quem se diz imparcial acaba por, mesmo não o assumindo, estar ao lado da situação actual.

 

E o Evangelho não quer que apoiemos a realidade. Quer que participemos na transformação da realidade!

publicado por Theosfera às 23:22

De António a 21 de Novembro de 2011 às 12:45
Jesus foi um enorme interventor. Claro nas suas posições e sempre ao lado dos mais marginalizados da sociedade do seu tempo, insurgindo-se contra a hipocrisia e o farisaísmo de muitos que só falavam de Deus para proveito próprio. Por causa dessa coerência ética, acabou Crucificado.


mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro