O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 08 de Novembro de 2011

O mundo está violento, mas o certo é que nunca esteve tão pacífico. Ou seja, estamos mal, mas já estivemos muito pior.

 

Steven Pinker, psicólogo de Harvard, publicou um estudo que não deixa margem para dúvidas. Na Idade Média, por exemplo, era 35 vezes mais provável ser-se assassinado do que hoje.

 

Apesar das duas guerras mundiais, o século XX foi 95% menos violento que o século XIV. Neste, por cada 100 mil pessoas havia 110 assassinatos. No século XX, houve apenas um homicídio por cada 100 mil pessoas.

 

É arrepiante achar que, afinal, nunca estivemos tão bem.

 

Tanta violência existe à nossa frente. Muito mais violência, porém, existiu atrás de nós!

publicado por Theosfera às 16:34

De Desentupimentos a 8 de Novembro de 2011 às 17:27
É necessário analisar as circunstancias e os acontecimentos, naquela época era bem diferente! havia inquisição e não havia tanto controlo, investigação etc.. de homicídios, para não dizer que não haviam tantos movimentos e leis de protecção da vida humana. A maior parte destas leis e da sensibilidade das pessoas surgiu a partir das Grandes Guerras! Podemos estar melhor desde esses anos, mas em relação aos últimos anos o nosso mundo anda mais violento, e isso vê-se na maioria dos países Europeus em crise!


mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro