O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 17 de Outubro de 2011

É, sem dúvida, uma pessoa séria, esforçada, contida. Mas quem olha para o Ministro das Finanças adivinha, além de muito cansaço, bastante desalento.

 

Para quem está a começar, é preocupante. E, de facto, a experiência tem mostrado que quem tem entrado em recessão costuma ter enorme dificuldade em sair dela.

 

De um timoneiro espera-se sempre aquele suplemento de esperança que falta ao cidadão comum.

 

Há imagens que dizem muito. Esperemos que o esforço conjunto ajude a reverter o que, aos olhos de muitos, parece irreversível.

publicado por Theosfera às 22:11

De António a 19 de Outubro de 2011 às 14:02
Portugal só conseguirá sobreviver se conseguir aumentar substancialmente as exportações ou atrair investimento estrangeiro. Mas os custos de produção no nosso país são significativamente elevados, em comparação com os de outros países europeus e não apenas dos países asiáticos.
Há uma regra económica basilar: só é vendável o bem que, a nível da procura, seja pretendido e que, a nível de oferta, proporcione as melhores condições de qualidade/preço. Em Portugal consegue produzir-se com muita qualidade. Falta então o quê para alavancar a recuperação económica ? Capacidade de iniciativa e arrojo empresariais ? Não. Falta um elemento precioso na recuperação de qualquer estado de desgraça: o tempo para as gerações actuais...

De Theosfera a 20 de Outubro de 2011 às 00:46
É totalmente como diz. Não é com o mesmo que chega ao diferente. Muito obrigado. Abraço amigo no Senhor Jesus.


mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15

18
19
21
22

23
24



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro