O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 13 de Outubro de 2011

Eu sei que esta vai ser uma noite difícil para tantos portugueses que trabalham ou já trabalharam.

 

Afinal, ainda não vai ser no próximo ano que os sacrifícios vão ser suavizados. Pelo contrário, vão ser fortemente agravados.

 

E, por este andar, não custa muito imaginar que, daqui a um ano, não faltarão justificações para prosseguir a austeridade em 2013.

 

A questão que se levanta é: para quê?

 

Dir-se-á que é para não chegarmos à situação da Grécia. Portugal até pode ter melhor liquidez, mas é bom não esquecer que o salário mínimo na Grécia é quase o dobro do português.

 

É certo que o memorando da «troika» não deixa margem para alternativa. Mas não seria possível negociar uma moratória nos prazos?

 

Acontece que, com estas medidas, haverá cada vez menos pessoas em condições de contribuir. Se as empresas falirem e o desemprego aumentar, como se conseguirá descontar?

 

Entretanto, não se anuncia nenhuma medida para estimular o crescimento da economia.

 

Não sabemos para onde vamos. Sabemos que não é por aqui que chegaremos ao desenvolvimento e à justiça.

 

A «doença» era grave. Mas esta «terapia» arrisca-se a torná-la pouco menos que insuportável.

 

Não deixemos, entretanto, adormecer a esperança. Isto vai ser quase impossível. Mas há-de haver uma luz.

 

Os cidadãos precisam de mudar. Os dirigentes também. Falta, no país e na Europa, sensibilidade social.

 

A narrativa é demasiado colada à realidade. É fundamental um golpe de asa que ajude a transformá-la.

 

Não é com estas políticas que conseguiremos vencer a crise. Será com estes políticos?

 

Urge uma nova criatividade, uma outra sabedoria. Que venha do coração. E olhe para as pessoas não como activos, mas como seres humanos.

 

Um novo humanismo tem de pairar na nossa vida cívica.

publicado por Theosfera às 21:25

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15

18
19
21
22

23
24



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro