O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 01 de Outubro de 2011

Tudo parece ser diferente e, não obstante, tudo permanece igual.

 

Mais medidas. Mais sacrifícios. Mais impostos. Mais austeridade. Pormessas de mais cortes. E a crise mantém-se. O pior até ainda estará para vir.

 

Que falta então? O dinheiro já chegou. O memorando está a ser aplicado.

 

Tem faltado, porém, o essencial: tempo.

 

Confesso que fiquei logo preocupado quando o anterior Ministro das Finanças disse que o seu sucessor mal teria tempo para se sentar.

 

Ora, esse é o problema. É fundamental que haja tempo para pensar, para decidir.

 

Para já, limitamo-nos a aplicar o que outros pensam e decidem. E que, pelos vistos, já provou que nem sempre (quase nunca?) resulta.

publicado por Theosfera às 11:54

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15

18
19
21
22

23
24



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro