O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 29 de Setembro de 2011

Em Maria, a Igreja encontra um tópico de especial relevância para o enquadramento das suas relações com Deus e com o mundo.

 

Maria não protagoniza uma vida que se anula, mas uma vida que se eleva. Ao enviado de Deus, Ela não diz que abdica de Si; Ela diz que integra em Si a vontade do Pai.

 

«Faça-se em Mim segundo a Tua Palavra»(Lc 1, 38) não é uma capitulação; é uma opção.

 

Maria encontra-Se conSigo quando acolhe a proposta do Pai. Ela aceita apagar-Se para que a luz divina brilhe sobre todos.

 

Ela realiza-Se maximamente quando segue o Seu Filho. Por isso, apela a que O escutem: «Fazei o que Ele vos disser»(Jo 2, 5).

 

A Igreja, prolepticamente idealizada no seio de Maria, adquire esta identidade e assume este perfil: aceitar apagar-se para que resplandeça a luz trazida por Jesus.

 

Tal como Maria, a Igreja atinge o ápice da sua realização quando não se fala dela. Nunca é ela própria como quando se apaga a ela mesma.

 

João Baptista, que pertencia à família de sangue de Jesus e Maria, incorporou também igual prioridade: «Ele [Jesus] deve crescer e eu diminuir»(Jo 3, 30).

 

É por isso que, como bem sublinhou Emmanuel Levinas, «mais alta que a grandeza é a humildade». É ela, e não a imponência egocêntrica, que nos aproxima da verdade e nos conduz para a autenticidade.

 

Deste modo, quando a preocupação com a instituição é residual, então é porque se percebeu o fundamental e se acedeu ao prioritário.

 

Maria iconiza um modelo de Igreja em que, voluntariamente, se dá a Deus o único lugar que merece: o lugar central.

 

Uma Igreja de rosto mariano sabe que não tem vida própria. A bem dizer, a Igreja não vive; é Cristo que vive nela (cf. Gál 2, 20).

publicado por Theosfera às 15:16

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro