O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 24 de Setembro de 2011

Ver jogar o Barcelona é quase estar a ver um desporto diferente. Trata-se de uma espécie de «futebolarte».

 

Os jogadores não correm. Fazem correr a bola. Mas esta, antes de correr, não é chutada a esmo. É enviada com precisão.

 

Ter a bola é o segredo. Saber o que fazer com ela é uma sabedoria.

 

O Barça só tem um adversário: ele mesmo. Como todas as máquinas, uma equipa, mesmo que esteja nas imediações da perfeição, pode ter um desacerto, quiçá uma desafinação.

 

Hoje, foram mais cinco golos. Tudo nas calmas. Com uma serenidade que chega a ser exasperante. Sobretudo para os onze que, do outro lado, assistem...

publicado por Theosfera às 23:23

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro