O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Domingo, 18 de Outubro de 2009

Raramente me revejo no que escreveu e disse Nietzsche.

 

Mas neste vatícinio não posso estar mais de acordo: «Um dia, teremos de reconhecer que o que falta nas nossas cidades são calmos, abertos e expansivos lugares para reflexão, lugares com amplos e altos claustros que nos protejam do mau tempo ou do sol excessivo, onde nenhum grito de comerciantes ou rumor de carruagens pode chegar, e onde as boas maneiras proibiriam até os padres de rezar em voz alta».

 

Nem mais!

 

Ainda seremos capazes de lobrigar uma reserva de serenidade e paz nos buliçosos (e, tantas vezes, belicosos) espaços urbanos?

publicado por Theosfera às 19:22

De António a 18 de Outubro de 2009 às 20:56
Nietzsche foi um ser atormentado. Quantos abraços lhe faltaram na vida para se transformar na pessoa amarga que foi ? Quanta hipocrisia humana o fez ser tão severo, cáustico e acutilante contra a falsa beatitude ? Nenhum Nietzsche existe sozinho. Por trás dele podem estar muitas ausências e carências.Morreu louco e só...


mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro