O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 20 de Setembro de 2011

Nesta altura do ano, o crepúsculo surge mais cedo e a noite vai ganhando terreno.

 

Eis um significante com um poderoso significado.

 

Vivemos, de facto, uma época crepuscular. As esperanças parecem decapitadas pela berraria do discurso e pela dureza cruel da realidade.

 

Mas desponta já o sinal de um novo dia. Um consenso já se conseguiu. Todos estão de acordo num ponto: como estamos não podemos continuar a estar.

 

Outras pessoas e novas atitudes farão surgir a manhã.  Ainda estaremos longe?

 

O pessimismo, hoje, não é uma opção pessoal. É uma imposição da realidade.

 

Quem olha para o que é mostrado tem alternativa?

 

Mário de Carvalho dizia que «o pessimista é um optimista bem informado».

 

Confesso, porém, que nunca estive tão optimista.

 

O que salta à vista é tão aviltante que funciona como um estertor de uma época e como o despertador que prenuncia um novo amanhecer.

 

Ainda estamos na noite. Mas a voz da sentinela não está longe.

 

Ela clama (por enquanto, silenciosamente) na alma das pessoas.

publicado por Theosfera às 21:02

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro