O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 31 de Agosto de 2011

Hoje não seria possível. Qualquer acto é publicitado como se do maior feito se tratasse. Em tempos de ditadura da banalidade, o silêncio e a discrição devem ser tido como sintomas de qualidade.

 

Parece que Júlio Dinis só escrevia de noite. Nem os que viviam com ele se apercebiam da sua actividade.

 

João de Araújo Correia achava, há quase quarenta anos, que o silêncio e a discrição se perderam para sempre. «É inútil prometer alvíssaras, que ninguém encontra esses objectos».

 

O mundo transformou-se numa aldeia em que nem o mais solitário dos seus habitantes consegue passar despercebido.

 

Dir-se-ia que o próprio solitário será quem mais espevita a curiosidade alheia.

 

Já nem será possível a liberdade de estar só?

publicado por Theosfera às 18:12

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9

16
17
18
19
20

21



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
contador
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro