O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 26 de Agosto de 2011

O líder está sempre em risco. Mas não pode deixar de estar em risco. A menos que abdique de liderar.

 

O líder é o que supre o medo do cidadão. Não pode ter medo. Se o líder exibe medo desperdiça o capital de confiança que lhe foi dado.

 

Hoje, como explica Philip Stephens, muitos líderes resignam-se a ser mediadores entre posições contrárias. Adiam, até ao limite do impossível, a tomada de decisões.

 

No caso de Obama, está a ser uma desilusão e pode custar-lhe a reeleição.

 

Gorbachev pertencia a outra estirpe. Hoje, post factum, é fácil dizer que perdeu.

 

Sucede que ousou arriscar. E onde reconhece morar o seu fracasso foi na escolha de determinadas pessoas.

 

Confiou. Houve quem não honrasse a confiança.

 

Aprendizes de Maquiavel e seguidores de Iscariotes sempre proliferaram ao longo da história.

 

Há quem veja a vida como uma escada. Não falta, porém, quem esqueça que ela não permite apenas subir.

 

Muitos daqueles que Gorbachev escolheu tornaram-se nos seus maiores adversários.

 

O ex-líder soviético não oculta a mágoa. Mas não exibe arrependimento.

 

Não foi ele que deixou de fazer o que tinha de ser feito.

publicado por Theosfera às 10:23

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9

16
17
18
19
20

21



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
contador
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro