O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 23 de Agosto de 2011

A crise que atravessamos é mais filha da debilidade espiritual do que da fragilidade económica.

 

Tudo nasce da egopatia, a doença de um eu desmedido.

 

É urgente, por isso, desegoficar a nossa forma de estar no mundo.

 

Neste particular, Marx estava certo quando denunciou o desequilíbrio estruturante da sociedade capitalista. Nela emerge um homem rico de ter, mas vazio de ser.

 

É quase impossível conciliar uma riqueza de ser com uma riqueza de ter. Para haver um preenchimento de ser, tem de haver algum esvaziamento do ter.

 

Bob Marley deixou o apelo essencial: «Tens de dar o que tens a mais para receber o que tens a menos».

 

Mas, para isso, o nosso ocidente tem de se libertar do contágio egopático que o empesta.

 

O nosso paradigma ainda é primeiro eu e depois tu. Alguma vez conseguiremos instaurar um paradigma com base no primeiro tu e depois eu?

publicado por Theosfera às 11:26

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9

16
17
18
19
20

21



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro