O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 08 de Agosto de 2011

Nem tudo é verbalizável. Aliás, há coisas em que dizer apouca a realidade. Há coisas em que as palavras empobrecem.

 

E até pessoas que se debruçaram sobre os assuntos mais complexos ficaram sem palavras diante de algumas situações.

 

A palavra é importante, mas a verborreia pode ser um tormento. Faz-nos desligar. Hoje em dia, há palavras a mais.

 

Precisávamos um pouco mais de silêncio para perceber que, sem palavras, às vezes percebemos melhor.

 

Um caso a ilustrar.

 

Einstein, que não se atemorizou diante da teoria da relatividade, não encontrou palavras quando lhe pediram para falar sobre Bach.

 

(Note-se que o cientista tinha um profundo amor pela música).

 

«O que tenho a dizer sobre a obra de Bach? Ouvir, tocar, amar, venerar e...manter a boca fechada»!

 

Não será este um elogio deveras eloquente?

publicado por Theosfera às 00:06

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9

16
17
18
19
20

21



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro