O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 29 de Julho de 2011

Numa altura em que se fala tanto de quebra do investimento e da necessidade de conter as despesas, é impressionante verificar como a indústria do lazer mostra uma pujança invulgar.

 

Os clubes de futebol parecem gastar como nunca. E os festivais de Verão e as festas de aldeia aparentam gastar como sempre.

 

É claro que as pessoas têm o direito de agir. Mas nós também temos o dever de analisar.

 

Numa hierarquia de prioridades, depreende-se que há que começar a cortar no acidental guardando para o essencial.

 

Dá a impressão de que estamos a imitar a cigarra, demitindo-nos do papel da formiga, que opta por guardar para quando tiver de gastar.

 

As pessoas têm necessidade de interromper a (dura) marcha do quotidiano. Mas o convívio, sempre salutar, não obriga a que se façam gastos exorbitantes.

 

É natural que haja uma redução pontual nos gastos, mas no geral não se nota uma grande contenção.

 

Acresce que, sendo a maior parte das festas dedicadas a Santos e a Nossa Senhora, ficava bem dar um exemplo de despojamento, encaminhando o dinheiro para a solidariedade.

 

Não seria muito mais cristão?

publicado por Theosfera às 19:30

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro