O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 28 de Julho de 2011

A riqueza dos mais ricos está a aumentar. A pobreza dos mais pobres também está a crescer.

 

Pelo meio, a actualidade mostra que a crise está marcada por boa dose de policromia.

 

Há quem viva já com muitas dificuldades. Há quem mantenha os mesmos hábitos.

 

Há padrões de consumo que não baixam. E, ao mesmo tempo, há necessidades básicas que começam a não ser satisfeitas.

 

Este é um tempo favorável à reflexão. Mas a necessidade de diversão está a engolir esta prioridade.

 

Penso que Jesus encerra um paradigma de vivência que urge levar à vida.

 

Uma ética assente na verdade, na sobriedade e na partilha desponta como uma urgência para estes tempos.

 

A propósito, vem-me à mente o célebre livro de Laurie Beth Jones, apresenta Jesus como um CEO (Chief Executive Officier).

 

Da mensagem de Jesus são extraídas propostas para a vida empresarial, assentes num vector humanista que começa a escassear.

 

Realce para o último tópico: Jesus sabia que ninguém ganha enquanto não ganharmos todos.

 

É este o punctum saliens: enquanto houver alguém a passar mal, nenhum desenvolvimento pode ser dado como consolidado.

 

Jesus falou-nos do mundo como uma casa com uma mesa onde tem de haver lugar para todos. Para todos!

publicado por Theosfera às 11:17

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro