O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 28 de Julho de 2011

Não é só Deus que nos surge como mistério. Também a humanidade é um mistério para todos. E cada ser humano não deixa de ser um mistério para si mesmo.

 

É por isso que precisamos, amiúde, de recorrer a outros para decifrarmos um pouco o enigma, para nos conhecermos melhor.

 

Isto não acontece apenas com as pessoas. Acontece também com os povos.

 

Surgiram, recentemente, dois livros sobre Portugal, escritos por estrangeiros: um inglês e um francês.

 

Ambos gostam de nós, o que não impede algum espanto por certas coisas que vêem por cá.

 

Barry Hatton fica surpreendido pelo facto de os portugueses se exasperarem mais com as filas do trânsito do que com a corrupção.

 

Também Michel Cartier anota essa instituição que dá pelo nome de cunha, acrescentando a lentidão e o acordo ortográfico.

 

A propósito: «Os portugueses reconhecem que a língua portuguesa é tão rica que acham difícil - além de falá-la - escrevê-la (e, portanto, lê-la) correctamente».

 

publicado por Theosfera às 10:57

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro