O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 25 de Julho de 2011

É saudável chegar à certeza, mas é importante não excluir totalmente o caminho da dúvida.

 

Um pouco de cautela cartesiana oferecerá, por isso, alguma profilaxia.

 

O Padre Zezinho, apesar de visitado pelas certezas da fé, reconhecia que, «às vezes, quem duvida e faz perguntas é muito mais honesto do que eu».

 

É perturbador lidar com dois elementos contrastantes que a sociedade nos proporciona.

 

Por um lado, o futuro está cada vez mais carregado de dúvidas. Alguém dizia, há dias, que somos a geração da dúvida. Dúvida quanto ao emprego, dúvida quanto ao carácter dos outros, dúvida quanto às possibilidades de realização.

 

As certezas parecem ter desaparecido, em cascata. Não temos certeza de ter médico de família. Não temos certeza de ter subsídio de Natal. Não temos certeza de ter pensão de reforma. Não temos certeza se o euro vai durar. Não temos certeza sequer quanto à identificação do que somos: um jurista pode ser um caixa num supermercado, por exemplo.

 

Talvez por um efeito de compensação, as dúvidas deixaram de estar no espírito de muitas pessoas. Há quem se mostre possuído de certezas inabaláveis. Não só quanto ao pensar, mas também quanto ao agir.

 

Eu tenho medo de quem nunca duvida. De quem não problematiza o que diz nem questiona o que faz. A violência é, quase sempre, o que resulta das certezas não questionadas. 

 

Os extremistas não duvidam. Não são indecisos. E, no limite, passam por cima de tudo e de todos.

 

Não se pode duvidar sempre. Mas quem nunca duvida como sabe que acerta?

 

Quem nunca duvida não tem hábitos de reflexão.

 

A reflexão não estaciona eternamente na dúvida. Mas é por ela que se abre às certezas mais sólidas.

publicado por Theosfera às 22:29

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro