O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 06 de Julho de 2011

A relação com Deus não desestrutura o humano.

 

Deus, porque é Deus, nunca desumaniza. Ele é, como afirmava Edward Schilebeekx, o futuro e a plenitude do homem.

 

É, enquanto homem, que o homem chega a Deus.

 

Daí a pertinência da observação de Maria Filoménica Mónica O seu afastamento da religião deve-se ao facto de não conseguir aceitar que alguém pense por si mesma, em vez de si mesma.

 

Isto trouxe-me à lembrança uma conhecida parábola de Lessing. Dizia, mais ou menos, o seguinte.

 

Se Deus me ofecerer, na Sua mão direita, a verdade e, na Sua mão esquerda, a vontade de descobrir a verdade, eu agarrar-me-ia à Sua mão esquerda.

 

Ainda que errasse e errasse constantemente, ainda que me perdesse no caminho, não hesitaria em agarrar-me à mão esquerda de Deus para Lhe dizer: «A verdade, a verdade pura, és Tu, só Tu».

 

No fundo, na procura já existe encontro. É na procura que nos sentimos pessoas. E na procura dificilmente fugimos à verdade do encontro e ao encontro da verdade.

 

É quando nos recusam a condição de pessoas, é quando decidem por nós, que mais facilmente podemos fugir.

 

No limite, é preferível um equívoco na procura a uma verdade na imposição. Uma verdade imposta nem sequer respeita o estatuto de verdade.

 

A verdade é um evento da liberdade. Da liberdade de quem procura. Da liberdade de quem se deixa procurar. 

publicado por Theosfera às 21:27

De Maria da Paz a 6 de Julho de 2011 às 13:34
Rev.mo Senhor Doutor:
Magnífico texto sobre a grandeza da Liberdade humana!
Desde que haja Amor e recta intenção.
(Às vezes não há: e então é a libertinagem e a perversão).

Afectuosamente,
Maria da Paz

De António a 6 de Julho de 2011 às 14:24
Na minha relação com Deus, aceito e agradeço todos os contributos, todas as opiniões e todas as interpretações teológicas.

Mas quem decide sempre a minha concepção de Deus sou eu.

O meu diálogo com Deus é exclusivo entre Deus e a minha pessoa e não está sujeito a nenhum tipo de escrutínio dogmático, exterior à minha consciência e à minha razão.

Perante todos os outros homens, não sou especial, apenas mais um.

Perante Deus, sou tão especial como todos os Seus filhos.

E se há algo que de Deus recebi foi que Deus nos ama, a cada um de nós, da forma infinitamente bondosa que só Deus é capaz...


De Theosfera a 6 de Julho de 2011 às 16:14
Obrigado, bom Amigo, por esta maravilhosa ressonância. Infelizmente, não falta quem enquiste a divindade na mera autoridade, menorizando assim a dimensão do relacionamento interpessoal. Abraço amigo no Senhor.


mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro