O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 27 de Junho de 2011

Há, hoje em dia, quem escreva muito e quem escreva bem. Mas não há muita gente que escreva muito bem.

 

O alerta vem de Nuno Júdice, uma das vozes mais esclarecidas do panorama actual da literatura portuguesa: «Talvez haja um problema de falta de qualidade da escrita nas gerações mais novas».

 

A excelência acaba por vir sempre ao de cima. Mas, até lá chegar, é preciso fazer uma triagem muito aturada porque o que assoma à superfície, com tiques de popularidade, não facilita o discernimento.

 

Penso que a literatura devia fazer parte de todos os estudos, inclusive dos científicos.

 

É pavorosa a pobreza da linguagem em muitos dos intervenientes que comandam, actualmente, a vida pública.

 

A velocidade com que os grandes nomes são esquecidos parece directamente proporcional à rapidez com que, em vida, eram vitoriados.

 

Quem fala, hoje, de José Cardoso Pires, de Alexandre O'Neill, de Vitorino Nemésio, de Augusto Abelaira, de José Gomes Ferreira, de Ruy Cinatti, de Ferreira de Castro ou de Vergílio Ferreira e de Miguel Torga?

 

Mas até acerca dos consagrados das nossas letras ergue-se um silêncio tumular.

 

De Pessoa e de Eça ainda se fala. O Padre António Vieira vai merecendo umas alusões. Mas quase se passa uma esponja sobre Júlio Dinis, Camilo Castelo Branco, Alexandre Herculano e Almeida Garrett.

 

O Acordo Ortográfico é um sintoma. O português de referência é menos o destes mestres do que aquele linguajar que se ouve nas ruas e se multiplica, anarquicamente, pelas redes sociais e pela imprensa.

 

Sinal dos tempos!

 

 

publicado por Theosfera às 23:15

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9

18




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro