O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 20 de Maio de 2011

Ganhar um debate ajuda a ganhar eleições? E ganhar eleições ajuda a ganhar o país?

 

A primeira pergunta pode parecer excitante. Mas a segunda é a mais pertinente.

 

A resposta à primeira pergunta é, obviamente, muito subjectiva.

 

A resposta à segunda devia ser o objectivo.

 

Aferir o futuro pela lógica de um confronto verbal não será o critério mais indicado.

 

Nesta noite, procuraram-se os temas onde as clivagens parecem ser mais notórias.

 

Falou-se de saúde, sobretudo por causa dos seus custos.

 

Remexeu-se a questão da dívida e do auxílio externo.

 

A única discussão sobre o futuro foi em torno de cenários pós-eleitorais e de (im)possíveis coligações.

 

Os dois intervenientes mostraram-se muito preocupados consigo e bastante focados um no outro.

 

O país parece distante de tudo isto.

 

Como é possível que, num debate destes, não se fale da pobreza e não se aborde a educação?

 

Combater a pobreza é o mais urgente. Apostar na educação tem de ser o mais importante.

 

Marcaram-se muitas diferenças. Comprometeram-se possibilidades de cooperação.

 

A moderação não saiu a ganhar. A esperança ainda não despertou.

 

Pelo que dizem as sondagens, tudo vai ser muito disputado até ao fim.

 

A incerteza vai durar até às 19 horas do dia 5 p.f.

publicado por Theosfera às 23:14

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro