O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 20 de Maio de 2011

Dizia-se, outrora, que a cantiga era uma arma. Hoje, pode dizer-se que a palavra parece uma armadilha.

 

O debate que está a decorrer entre José Sócrates e Passos Coelho assemelha-se a um julgamento mútuo.

 

É natural que se questione a governação do PS e as atitudes do PSD.

 

Mas era mais necessário apresentar as propostas em ordem ao futuro.

 

Ora, até agora, ainda não se falou do futuro.

 

E, ao insistir no passado, os dois interlocutores estarão a fazer com que muitos se desmobilizem.

 

O importante seria haver um ânimo, uma esperança.

 

Sente-se, porém, animosidade, crispação.

 

O debate está a decorrer de modo civilizado, mas a tensão é notória. Nos lábios e no ambiente.

 

É pouco. Para tanto.

publicado por Theosfera às 21:31

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro