O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 18 de Maio de 2011

Falcao marcou de cabeça. Helton segurou com os pés.

 

Eis a diferença num jogo equilibrado com resultado incerto.

 

O F.C. Porto foi como costuma ser, o Sp. de Braga foi maior do que tem sido.

 

O F.C. Porto igualou-se, o Sp. de Braga transcendeu-se.

 

Uma final emocionante teve o desfecho decidido nas imediações do intervalo.

 

O F.C. Porto marcou antes, o Sp. de Braga não marcou depois.

 

O jogo não foi um primor, mas teve garra, empenho e entusiasmo.

 

Foi uma disputa rija, mas sem violência.

 

Há festa no Porto. Mas não há razão para não haver alegria em Braga e um sentimento de contentamento por todo o país.

 

Afinal, em Portugal trabalha-se bem e chega-se longe.

publicado por Theosfera às 21:46

De António a 18 de Maio de 2011 às 23:02
Foi um jogo muito correcto e de recíproca garra.FCP e Sporting de Braga dignificaram o futebol português.O Porto mereceu ganhar mas seria justo que o Braga tivesse chegado ao prolongamento...


mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro