O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 18 de Maio de 2011

Quem for ao aeroporto Francisco Sá Carneiro ficará com a estranha sensação de que Portugal está em debandada.

 

Não é para fugir à crise. Mas acaba por ser uma forma de (tentar) escapar à realidade.

 

O ser humano, como advertia Elliot, não suporta muita realidade.

 

Marx dizia que a religião é o ópio do povo. Se vivesse hoje, era capaz de dizer o mesmo do futebol.

 

O certo é que a alma humana tem necessidade destes escapes.

 

Um pouco de alienação também não faz mal. Desde que não se exagere, o espírito precisa de tónicos.

 

O importante é que haja paz e sã convivência.

 

Os olhos de Portugal estão, hoje, em Dublin.

 

No fundo, precisamos de sair para nos reencontrarmos.

 

É o nosso destino. Só somos nós próprios quando conseguimos ir mais além de nós mesmos.

 

O nosso grande troféu é esta nossa capacidade de levantar a cabeça quando os olhos parecem não sair do chão.

publicado por Theosfera às 11:16

De António a 18 de Maio de 2011 às 14:14
Que ganhe o que for melhor. Que o jogo seja um exemplo de desportivismo. Hoje, seja qual for o resultado, Portugal aqui já ganhou. Oxalá possa servir como metáfora para o campeonato contra a crise económica...

De Theosfera a 18 de Maio de 2011 às 15:58
Faço meu o seu desejo. Muito obrigado. Abraço amigo no Senhor.


mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro