O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 18 de Maio de 2011

Jesus não destrói o culto, mas supera o culto do templo.

 

No diálogo que mantém com a Samaritana, antecipa tempos em que os verdadeiros adoradores hão-de adorar, não num determinado lugar, mas em espírito e verdade.

 

Kahil Gibran tem, pois, razão quando avisa: «A vida de todos os dias é o teu templo e a tua religião».

 

É na vida que tudo se decide. É na vida que ocorrem todos os encontros: com o Homem e com Deus.

 

É, portanto, na vida que se concretiza a essência da religião, como ligação entre o Céu e a Terra, entre o Tempo e a Eternidade, entre o Humano e o Divino.

 

Foi na vida que Jesus veio ao nosso encontro.

 

Parafraseando um antigo Chefe de Estado, diria que há (mais) Jesus para lá do Templo.

 

Ele não está fora do Templo. Mas está totalmente dentro do Tempo!

publicado por Theosfera às 00:00

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro