O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 17 de Maio de 2011

O diferente fascina e atemoriza. Tanto infunde espanto como provoca medo.

 

Daí que o instinto perante o diferente percorra um caminho que vai da admiração à rejeição.

 

O que se passa com os refugiados de povos em guerra é uma realidade assustadora e um sinal preocupante.

 

São seres humanos que procuram na mesma (e única) terra uma oportunidade.

 

Acontece que a oportunidade que lhes foi negada na sua pátria acaba por lhes ser (re)negada no seu mundo.

 

Jesus é o corolário onde se encontram todas as diferenças.

 

Mas nem sempre em nome de Jesus conseguimos respeitar as diferenças.

 

O Cristianismo foi plural nos começos. A unidade era vista como a integração das diferenças.

 

A diferença nunca pode ser um estigma. É ela que nos enriquece.

 

A autoridade não pode ser vista como um freio, mas como um estímulo.

 

Se até na Casa do Pai há muitas moradas, como é que, até lá, só se pode trilhar uma única estrada?

publicado por Theosfera às 12:40

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro