O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 14 de Abril de 2011

Nem com a nebulosidade a pairar sobre o futuro conseguimos ter um golpe de asa na forma de fazer política.

 

Os partidos continuam a cavar fossos entre si em vez de unirem esforços em prol do país.

 

Junker até avisou para não pensarmos muito na campanha eleitoral.

 

É que, ganhe quem ganhar, o espaço de manobra vai ser escasso.

 

A governação do país está a ser desenhada, por estes dias, num gabinete algures na Avenida da Liberdade. Por quem? Nem sequer são portugueses. Nem sequer foram escolhidos por portugueses.

 

Atenção que esta ajuda não é apenas um auxílio. É também um negócio.

 

Não há almoços grátis. A gratuidade passou de moda.

 

O preço a pagar será estrondosamente elevado. E não é só em dinheiro que vamos pagar. 

 

Não alienemos um dos poucos capitais que nos resta: a esperança!

publicado por Theosfera às 10:25

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9


17



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro