O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Domingo, 27 de Março de 2011

Portugal está a viver um impasse e a preparar-se para uma longa recessão.

 

Poderá haver mudanças, mas dificilmente haverá diferenças.

 

O que é estranho é que não se defina um rumo.

 

A Oposição assume que não se revê na política actual. Mas tudo indica que não dispõe de grande margem para fazer diferente.

 

Escusado era haver um discurso para dentro e outro para fora.

 

A tranquilidade dos mercados não tranquiliza as pessoas. A tranquilidade das pessoas não tranquiliza os mercados.

 

Para oscilações, já basta as que provêm da realidade.

 

O discurso político devia ter alguma consistência.

 

Não pode variar tanto conforme os dias e os ambientes em que é proferido.

 

Cada época molda os seus líderes. Mas os grandes líderes é que moldam as épocas.

 

Pressentimos que ainda não é desta que teremos alternativa. Mesmo que tenhamos alternância.

 

O mais certo é termos o mesmo pelos mesmos ou o mesmo por outros.

 

Que, ao menos, haja decoro, verdade e sobriedade.

publicado por Theosfera às 22:16

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

13
19

20



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro