O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 01 de Fevereiro de 2011

O poder resiste, mas o povo insiste.

 

E há arquétipos que vão caindo, porque, se não tombassem, era um bem maior que se eclipsava: a justiça e a liberdade.

 

O povo está a desobedecer a ordens superiores e a pulverizar uma ordem, toda ela, injusta.

 

É muito reconfortante ver uma nação inteira a guiar-se por um imperativo de consciência comum.

 

Como refere Stéphane Hessel, «a legitimidade dos valores é mais importante que a legalidade do Estado».

 

Faz falta, entre nós, quem se assuma à altura dos tempos. É perigosa e muito perturbadora esta anemia do pensamento. Alguém (um líder, um ídolo ou simplesmente uma corrente) decide e todos seguem, todos entram na onda.

 

Andamos amestrados, deixamo-nos carneirizar. Paulo Nozolino lastima esta nossa «incapacidade de pensar». A cabeça das pessoas «está cada vez pior».

 

Apenas gritamos. E somente quando em causa está o que é nosso. O grande problema - nota Nozolino - «é nunca nos pormos nos pés dos outros».

 

Olhemos para a África.

publicado por Theosfera às 21:52

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro