O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2011

Um jovem de dezasseis anos mata o pai em Portugal.

 

Um adolescente de treze anos mata a mulher do pai nos Estados Unidos.

 

É arrepiante. É assustador. E não pode deixar de ser interpelante.

 

Como é que a idade de todos os sonhos pode desencadear o turbilhão dos piores pesadelos?

 

Como é que a manhã da existência pode dar lugar ao crepúsculo da vida?

 

Não tenho respostas. Sobram-me perguntas inquietantes.

 

Que está a ocorrer nos nossos lares, para alojarem tantas toneladas de ódio?

 

A vida de quem foi morto não terá nada que ver com a morte de quem matou?

 

Ninguém tem o direito de julgar. Todos temos o dever de reflectir.

 

Por este (des)caminho, a humanidade não vai longe.

 

O essencial para o futuro não se decide nas praças nem nas bolsas. Decide-se no coração de cada ser humano.

 

E há amostras que não são nada animadoras...

publicado por Theosfera às 11:40

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro