O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 22 de Janeiro de 2011

 Com todo o respeito, não me parece que a cultura actual possa ser qualificada de secularista. E, muito menos, que se possa dizer que ela «ataca e vai tentando reduzir o espaço humano para a fé, tornando-se quase uma religião alternativa».

 

 

O problema não vem tanto de fora, mas de dentro.

 

Não há dúvida de que há «cristãos que hoje, em tantos países do mundo, são perseguidos, por vezes até à morte».

 

Mas também há membros de outras religiões e pessoas sem religião que são perseguidas e mortas.

 

Como nos lembra Xavier Zubiri, a religião não nos fala apenas da divindade. Ela fala-nos também do homem a partir do seu relacionamento com a divindade.

 

 A cultura ocidental terá muitas lacunas, mas nela persiste um apelo muito forte à vivência espiritual. É preciso estar atento aos sinais. E é fundamental acolher as pessoas que os vão emitindo.

publicado por Theosfera às 15:59

De António a 23 de Janeiro de 2011 às 14:32
Nenhuma verdadeira espiritualidade existe,em minha óptica, se não for observada na dedicação ao Próximo, como tão superiormente demonstrou a santa Madre Teresa de Calcutá. Religiosidade o que é ? Espiritualidade o que é ? Meras lógicas ritualistas de devoção egocêntricas ou sinceras práticas de desvelo filantópico ?...


mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro