O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 12 de Janeiro de 2011

Em si mesmo, o mal não tem consistência. O mal é carência de bem ou, como adverte Walter Kasper, transtorno de ser.

 

A natureza é boa. Mas, por vezes, transtorna-se e mata. Com fúria e em série.

 

No Rio de Janeiro, as chuvas já fizeram mais de 40 mortos. Na Austrália, as inundações assumem proporções dantescas.

 

A natureza humana nasce tatuada pela bondade. Mas, não raramente, é assaltada pela maldade.

 

O que está a ser dissecado a partir de Nova Iorque não é caso isolado.

 

O que é bom não está imune ao contágio do mal.

 

Há que estar prevenido.

 

O mal é devastador.  A maldade é fatal.

 

 

publicado por Theosfera às 16:35

De António a 13 de Janeiro de 2011 às 00:01
Só encontro uma forma de entender a maldade humana: estarmos em patamares diferentes de evolução espiritual. Há indivíduos que têm uma inclinação intrínseca e muito forte para o Mal. Porque Deus permite a existência do Mal ? Porque Deus faz prevalecer a liberdade e os diversos livre-arbítrios em todas as circunstâncias ? Renato Seabra será esquizofrénico ou imputável ? Chegou a ser acólito, segundo li e era católico aparentemente fervoroso. Carlos Castro era homossexual e afirmou-se cristão.Mas o que já li sobre o horroroso crime,de tanta insensibilidade humana,entre muitos que se mostraram satisfeitos com o pretenso justicialismo sexista de Renato Seabra, mostra bem que os demónios estão todos aqui.Pobre Carlos Castro. Há filhos de Deus que mais parecem enteados.Paz à sua alma...

De Theosfera a 13 de Janeiro de 2011 às 11:54
Tem toda a razão, bom Amigo. Desde Epicuro (pelo menos) que a humanidade está atordoada com a aparente impotência de Deus diante do mal. Sentimo-nos sempre tão frágeis quando empreendemos no Bem e somos como que esmagados pela torrencial epidemia do Mal.
Muito obrigado. Abraço amigo no Senhor.


mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro