O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 20 de Dezembro de 2010

Vejo a palavra. Vejo os presentes. Vejo as luzes. Vejo as correrias. Vejo a chuva. E vejo o frio. Só não vejo o Natal.

 

Às vezes, até sou tentado a esquecer que é Natal.

 

Falta justiça. Falta carácter. Falta autenticidade. Falta encanto.

 

Há muita hipocrisia. Há demasiada superficialidade. Há excessivos interesses. E há não pequenas instrumentalizações.

 

Não sei porquê. Há qualquer coisa que se vai apagando. E há muita coisa que vai doendo.

 

O Natal é, sem dúvida, contagiante. Mas a palavra Natal em certos lábios provoca um calafrio mais frio que o próprio frio. É que há vidas que não sabem a Natal. Há vidas que negam o Natal.

 

Falar sobre o Natal não custa. Viver o Natal é que é importante.

 

O Natal não se diz com os lábios. O Natal é um poema que se declama com a vida.

 

É nos pequenos, nas pessoas verdadeiras e nos corações puros que eu vejo brilhar a estrela de Natal.

 

 

 

publicado por Theosfera às 22:24

De Maria da Paz a 21 de Dezembro de 2010 às 03:47
Rev.mo Senhor Doutor:

Neste mundo de aldrabões, até o próprio Natal é roubado ao Menino Jesus! Por incrível que pareça!
O absurdo dos absurdos!
Em primeiro plano, o "Pai Natal", a "Árvore de Natal", "A Festa da Família" (apesar de os mesmos aldrabões nada fazerem para proteger a Família, bem pelo contrário - só a têm destruído!)
Todos sentimos que muitos (uma maioria silenciosa e sofredora) desejariam o advento de uma Sociedade com valores, onde a família tivesse o seu lugar, onde os mais novos crescessem «em sabedoria e em graça».
Neste mundo de aldrabões, a confusão é tanta, que no Natal interessa-lhes esconder, minimizar, esquecer e fazer esquecer, o Aniversariante!

Continua, em muitos casos, a não haver lugar para Jesus nascer...
Afectuosamente,
Maria da Paz

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9


22



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro