O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 13 de Dezembro de 2010

O caso WikiLeaks é uma poderosa certificação de um cultura (ou anticultura, conforme o ponto de vista) em que as competências subjugam por completo a sabedoria. Isto para já não falar da ética, completamente sufocada.

 

O ponto de partida é que aquilo que, tecnicamente, é possível fazer é feito. A comunicação social vive da informação. Quanto maior for a informação para veicular, melhor.

 

É neste preciso ponto que a sabedoria entra em jogo. Ou, melhor, devia entrar.

 

É que a sabedoria, como lembra Zubiri, consiste sobretudo em discernir. E, neste particular, o que mais se nota é a falta de discernimento.

 

De facto, o que nos é apresentado como informação não passa de devassa, de intriga, de rumor, de coscuvilhice, de deslocação do contexto: o que se passa em privado é colocado na praça pública sem o menor controlo.

 

É certo que foi por este modo que se puseram cobro a ocorrências de corrupção. O caso Watergate é, talvez, o mais apelativo. Mas, como sempre, a excepção confirma a regra. Transformar a excepção em regra será um bom princípio?

 

Acresce que esta não é uma questão exclusiva da comunicação social. Este tipo de informação tem presença porque tem consumo.

 

A ética não está apenas em causa na comunicação social. A cidadania vai-se também afastando dos padrões mais elevados de conduta.

 

Afinal, num tempo em que tudo é público, porque é que os segredos deviam ser privados?

 

Só que, por este (des)caminho, a convivência torna-se praticamente irrespirável.  

 

Confesso que estes tempos me deixam interiormente abalado.

 

Como reinstaurar um mínimo de decência?

publicado por Theosfera às 10:27

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9


22



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro