O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 10 de Dezembro de 2010

Hoje é o Dia dos Direitos do Homem.

 

Assinala-se o aniversário da declaração universal, ocorrida neste dia em 1948.

 

O Prémio Nobel da Paz vai ser atribuído, mas, porventura, nunca será recebido.

 

O dissidente chinês continua encarcerado.

 

A China criou um prémio alternativo confiando-o ao patrocínio de Confúcio.

 

E ainda houve países que se solidarizaram com a China, não estando presentes na cerimónia de Oslo. 

 

Notamos, assim, que os direitos humanos ainda subsistem como uma miragem em muitas partes do mundo. Há quem seja reprimido pelo que diz, pelo que faz, pelo que pensa e até só por existir, por ser.

 

Para lá dos casos mais cruéis, há muitas outras situações preocupantes. Não há país ou instituição que tenha as mãos completamente limpas neste capítulo.

 

A cultura dos direitos humanos emerge, portanto, como uma prioridade. Ela só pode desenvolver-se a partir de uma correspondente cultura dos deveres.

 

Os direitos de todos têm de ser deveres para cada um.

 

Hoje, os direitos continuam ameaçados no exterior (pela respressão) e no interior (pelo egoísmo).

 

Penso em tanta gente espezinhada, explorada, ofendida, manietada. Penso também em tantas vozes que se deveriam erguer e permanecem caladas.

 

Creio, porém, que, como diz um Salmo de Advento, a paz e a justiça se hão-de abraçar. Tudo mudará.

 

Ainda viverei para ver? Se não vir aqui, hei-de ver de lá!

publicado por Theosfera às 10:49

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9


22



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro