O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 09 de Dezembro de 2010

Acabou de nascer e já era idoso.

 

Como sempre, o rosto não enganava. Mas, naquele caso, não era doença, a progéria que tanto aflige os pais e prenuncia um fim precoce.

 

Parecia que aquela vida começara de modo diferente: do depois para o antes, do fim para o princípio.

 

A tormenta inicial dos pais foi cedendo lugar ao mais puro espanto.

 

À medida que o menino crescia, o rosto rejuvenescia.

 

E, para pasmo de todos, o processo não se alterou. Cada dia que passava, tornava-se mais novo.

 

Com o passar dos anos, a juventude aparecia e a infância espreitava.

 

Crescer era, assim, um caminho para ser criança.

 

A maturidade atingia-se com a chegada da infância.

 

Os anos corriam e o encanto alastrava.

 

A beleza do rosto era acompanhada pela ternura dos gestos, pelo brilho do olhar, pela candura da alma.

 

Toda a gente admirava e comentava. Que pena não sermos todos assim! Porque é que o crescimento há-de consistir no afastamento da infância?

 

Porque é que perdemos a capacidade de nos espantar com a vida, com as pessoas?

 

Tantas vezes se confunde maturidade com mero calculismo e forte desconfiança...

 

Porque é que esquecemos a criança que, um dia, morou em nós?

 

Então todos decidiram nunca envelhecer por dentro, mesmo quando os anos avançavam por fora.

 

E, a pouco e pouco, os risos eram de criança.

 

O céu podia estar cinzento. Mas as estrelas não paravam de brilhar. Os olhos das pessoas eram constelações de esperança.

 

publicado por Theosfera às 19:23

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9


22



Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro